Diário de Colecionadora - Capítulo 2: Planejamento, segurança e a coleção dos seus sonhos

posted on 0 comentários


Bem-vindos novamente! No capítulo anterior de nosso diário, falamos sobre o básico do básico que uma pessoa deve saber caso ela queira se tornar colecionadora. Hoje falaremos sobre um assunto interessante tanto para colecionadores novatos quanto para aqueles que já tem um tempo na estrada, mas se atrapalham neste ponto: O Planejamento para as compras!




Coleção envolve dinheiro, isso é um fato! 99% dos produtos oficiais de nossa coleção são importados, este é outro fato (Com exceção dos mangás e do TCG, atualmente tudo o que é produção nacional é artesanal ou customizado; e no caso de alguns produtos, o material é importado também). Importação para nosso país é cara, quando há taxas na alfândega então, é algo deprimente! Tudo isso nós sabemos, mas colecionamos de qualquer forma!
Quando mostramos nossa coleção muitas vezes a primeira piadinha que as pessoas fazem é "também queria ser rico". Sabe um segredo? Você não precisa pertencer às classes A/B para ter uma coleção razoável! Você pode ter uma coleção muito legal e sendo assalariado. É claro, vamos considerar que você sustente sua família, ou more sozinha/o, pague aluguel essa coisa toda. Ainda assim é possível na maioria das vezes! A diferença é que uma pessoa de maior poder aquisitivo vai comprar mais peças por mês, e as mais caras logo no lançamento; enquanto a gente que não tá podendo tanto vai comprar menos peças, as mais baratas, e pesquisando BEM por preços. A gente pode inclusive ter as peças mais raras/caras, mas talvez não no momento do lançamento. Tudo é uma questão de planejar, que é o que vamos abordar agora!

Por que o planejamento é importante?



O planejamento é a forma de você conseguir manter sua coleção atualizada (dentro de sua vontade), SEM DÍVIDAS, sem a frustração de o produto original sair de linha e você ter que recorrer ao bootleg, ou pagar dez vezes mais no produto que ficou "raro" em um mês, e principalmente, conciliar sua coleção aos gastos mensais que você tem e poder investir na sua coleção sem culpa o que na prática é quase impossível, a vida real é dura, a gente sabe. Para algumas pessoas é mais fácil, para outras é bem mais difícil. Vivência é uma coisa muito peculiar. De qualquer forma, se planejado, o sonho de ter ao menos aquelas peças mais queridas na sua estante ou cabeceira de sua cama é possível!

Do que eu tenho que me lembrar?

Independente de qual seja sua renda mensal e as condições suas e de sua família, os pontos a se considerar são estes:

- Quanto sobra do seu salário após seus gastos essenciais?
- Quanto você poupa por mês, quanto você gasta com lazer?
- Qual o valor médio das peças que você coleciona (entre um gasha da Tomy de R$25,00 e uma Figure de R$350,00 há uma diferença, portanto ter em mente o valor das peças te ajuda, e muito)
- Das peças que você deseja, alguma tem prioridade? (edição limitada, peça antiga a sair de linha, ou simplesmente que você queira mais do que às outras)
- Você possui Cartão de Crédito? (nacional ou internacional, nesse caso tanto faz)
- Qual sua relação com o cartão de crédito nesse momento? (Em relação a limite e parcelas vencidas ou a vencer)

Tendo tudo isso em mente, ou mesmo anotado, é possível apesar de sofrer um pouquinho colecionar de maneira saudável e ser feliz com o que você quer!

A Wishlist

Ao pé da letra, lista de desejos. É uma coisinha que as crianças colecionadoras fazem, fazendo colagens de fotos das peças que querem usando algum editor (paint, photoshop, etc) ou em papel mesmo. Parece algo bobo, mas vocês não têm noção do quanto isso ajuda!! Por que, tia Miss? Porque é a forma mais organizada de você definir as peças que você quer!
Geralmente as crianças só colocam fotografias que vão riscando à medida em que vão conseguindo as peças e geralmente destacam as que desejam com maior vontade/prioridade. A nossa wishlist não precisa ter fotografias, mas pode e deve ter mais detalhes que isso:

- Organizar as peças por escala de prioridade (os mais desejados no topo da lista, e vai descendo)
- O fabricante e o valor de cada peça em média
- As datas inicial e final de pré-venda e lançamento
- Aonde será feita a pré-venda oficial (em caso de pré-venda)
- Sites/lojas/vendedores de confiança

Tudo isso ajuda no questionário do planejamento lá em cima. Sabendo que a pré-venda de um produto começará no próximo mês, você começará a economizar a partir deste! Quando comprar todos os produtos de maior prioridade, os de menor prioridade você pode pensar em adquirir com mais calma, e assim por diante. Essa lista pode ficar salva no seu PC, celular, ou mesmo impressa e presa com imã na geladeira. Aonde você achar melhor.

Eis minha wishlist horrível de mal organizada, mas que eu acabo me achando perfeitamente bem nela!


Quando fazer essa Wishlist? A qualquer momento! Pokémon é uma franquia cujos toys originais são fabricados principalmente por vários fabricantes: Tomy, Bandai, Jakks, Zukan... agora com os Nendoroid, a GoodSmile pode ser mencionada entre essas fabricantes, mas para nossa sorte, ela só tem lançado produtos de Pokémon uma vez ao ano! Nenhuma delas faz aquele workshop de lançamento que a Mattel faz nos EUA, por exemplo (a Bandai faz regularmente, mas só no Japão e algumas SDCC e dificilmente vaza alguma informação relevante), então para a gente que obviamente não fala japonês fica bem difícil correr atrás dessas informações. Logo, o que nos resta é ficar vasculhando os sites atrás de algum produto novo na lojinha e anotá-lo em nossa wishlist se for o caso (e mandar aqui pro e-mail do Miss Says Hi pra gente pesquisar). A Nintendo faz o Direct na maioria das vezes que vai lançar algum jogo novo (às vezes ela só joga a chamadinha no Youtube, como fez com o OR/AS, mas isso é raro), então pelo menos com os jogos você nunca vai ser pego de surpresa, e eles serão um item certo na sua wish!


Aliás, uma história que aconteceu comigo: lembro quando no evento da Tamashii anunciaram pela primeira o Figuart (D-Arts) do Mewtwo. Ele estava neste expositor cenário que simulava a batalha do primeiro filme com o Mew esse maldito cenário NUNCA foi colocado à venda e frustrou milhares de fãs ao redor do mundo. Meus amigos são muito legais e eu fui marcada nessa imagem no Facebook umas vinte vezes (sem exagero). Eu só tinha a imagem e informação nenhuma mais, se era produto antigo ou algo a ser lançado, original ou fanmade, quanto custaria... nada. Mas como tiete do Mewtwo que sou desde a primeira vez em que vi o filme, pensei: "Vou ter essa porcaria". E comecei a juntar dinheiro. Não imaginava o quanto custaria, mas comecei a juntar. A pré-venda foi em dezembro, que juntou com meu 13º e comprei logo na pré-venda, a edição especial de lançamento (com o Mew). Foram R$180,00 já com sedex pra minha casa, valor bem mais em conta que eu imaginava. Enfim, ele furou a fila da minha wishlist lindamente. Da mesma forma que três meses depois anunciaram os figuarts dos starters de Kanto, e a pré-venda do Charizard começava três dias após meu aniversário, e eu já estava decidida a me dar o mesmo de presente. Eu já tinha o dinheiro do Charizard... eu ia fazer a pré-venda do Charizard, e... Anunciaram o Figuart da Sailor Moon. E foi assim que eu desisti do Charizard e tenho a Moon edição especial de lançamento! Hoje em dia o Charizard vale cinco vezes mais porque rarificou, e a Bandidai nunca mais o relançou, ao contrário da Moon que já foi relançada, e tem uma versão original color; mas a Sailor Moon era minha prioridade, hoje em dia ainda seria e eu não me arrependo nem um pouco! UPDATE: 5 relançamentos da Moon depois, eu me arrependi sim!! Wishlist é uma coisa bem imprevisível, assim como sua coleção. Faz parte!

Quando fazer dívidas / quando correr delas

A questão parcelamento é algo muito peculiar. Algumas pessoas gostam de comprar produtos parcelando o valor, outras preferem economizar e pagar à vista. Eu sou do tipo que prefere o pagamento a vista, pelo motivo de já ter me enrolado com dívidas referentes a coleções anteriores.
Se são sua primeira coleção e seu primeiro emprego, a não ser que você tenha uma mentalidade adulta e tanto, você vai se empolgar e afundar o pé na jaca, pode ter certeza!! Se já aconteceu, pode ter certeza também que você não foi o único. Mas enquanto for só gastar todo o salário do mês em um dia e ficar sem um centavo pelos outros vinte e nove, é tranquilo. O problema é quando envolve dívidas. Banco é uma instituição cretina, que teoricamente deve armazenar seu dinheiro e lhe prestar alguns serviços, e que cobra um olho da cara por isso. Bancos oferecem empréstimos, limites de crédito e cartões de crédito, mesmo a quem acaba de abrir a primeira conta corrente com aquela cartinha da empresa que vai contratá-lo para o primeiro emprego. Parece ótimo, não é mesmo? O problema é que isso é uma roubada!!

- Sobre Cartões de crédito: Evite contratar os oferecidos pelo banco. Eles têm uma taxa mensal alta, e uma anuidade absurda. Dêem preferência a cartões de créditos feitos em lojas (Carrefour, Americanas, C&A, Saraiva, etc). Alguns como o da Saraiva, você já consegue adquiri-lo com bandeira internacional logo no primeiro instante, outros como do Carrefour, você conseguirá a bandeira internacional somente depois de um tempo como cliente. E caso faça cartão de loja, evite os que possuem vínculo com bancos. O meu cartão é um Itaucard Livraria Cultura e oh, só dor e sofrimento! Além da anuidade salgada, nem um milagre faz aumentar o limite!!
Algumas lojas/vendedores acrescem juros às compras parceladas, de forma que o valor final de seu produto será consideravelmente mais alto. Okay, às vezes o cartão de crédito internacional é a única maneira de conseguir um item que está disponível em nenhuma loja aqui. Mas lembram que na lista do planejamento eu deixei o cartão de crédito a parte? Pois é, não foi a toa!!
Considerando o pessoal do primeiro emprego e também do primeiro cartão de crédito! Mesmo pessoas mais adultas têm às vezes a impressão de que cartão de crédito é uma coisa mágica que você compra, compra, e seu dinheiro continua lá, intacto... Só que não!! Na data de fechar a fatura, ela fechará, a conta virá, e você terá de pagá-la. Pagar o valor mínimo acarretará juros terríveis no próximo mês, NÃO FAÇA ISSO!! Pagar valor nenhum implicará em ter seu nome nas listas de proteção ao crédito (o mais conhecido "nome sujo"). Dívidas acumuladas geram o efeito "bola de neve", com os juros sobre juros. Sabe o que vai acontecer? Você vai ter que vender os itens mais valiosos de sua coleção para arcar com a dívida e limpar seu nome... Portanto, DÊ PRIORIDADE AO CARTÃO!! Tem algum toy parcelado? Não compre outro até pagar aquele por completo!

- Sobre bandeiras internacionais: Quando você compra no Aliexpress ou no Pay Pal há a opção de pagamento em boleto. Nesse boleto o valor será gerado com a taxa de câmbio referente ao dia em que você efetuou a compra. Entretanto quando a compra é feita por cartão de crédito internacional, a taxa de câmbio + IOF são cobrados referente ao dia em que a fatura fecha!
Exemplo, você efetuou uma compra hoje, dia dezessete com o Dollar a dois reais infelizmente é só simulação mesmo. Sua fatura fechará no dia vinte e oito, e o Dollar nessa ocasião estaria a três reais e vinte e cinco. Percebe a diferença?! Cotação de moedas é algo instável, então a dica é, se você pode esperar, deixe para fazer suas compras internacionais em datas próximas ao fechamento da fatura, assim você não terá surpresas desagradáveis.

- Sobre empréstimos em bancos e limites de crédito: NÃO FAÇA!! Não há outra dica, não há outra cogitação, simplesmente não faça! O motivo é o mesmo que mencionei ali na fatura atrasada do cartão, com a diferença que mesmo a parcela em dia já tem juros altos, e eles só aumentam com o atraso!! Caso se trate de uma peça que você queira muito, peça única, aquela oportunidade que você pode perder por nada desse mundo, peça ajuda a familiares próximos. E lembre-se de incluir o pagamento desse empréstimo lá na lista de planejamento! Mas recorrer a bancos é algo que eu definitivamente recomendo a ninguém!

Você também deve considerar que:

Coleção não se resume em comprar peças novas e juntar, lembra? Há outros pontos a se lembrar e planejar:

Os itens de sua coleção precisam "respirar". Eles precisam de um espaço que não é o seu. - Teremos um post específico sobre expositores e distribuição de peças, mas até lá o que podemos adiantar é que a medida em que sua coleção cresce, você precisa adaptar o seu espaço (seu quarto, em 90% das vezes) para dar espaço a ela. Não precisam ser aqueles expositores de vidro caríssimos, aquelas prateleiras comuns que você compra em mercado de construção já estão ótimas. Mas mesmo elas custam o valor de alguns toys, e acredite, você vai precisar de várias delas. Pelo menos uns dois meses ao ano você terá de abrir mão de comprar peças novas para "abrigar" as que você já tem! Peças "socadas" mofam, portanto isso é importante!

Pelúcias acumulam uma poeira que você não vê - E por mais lindas que elas possam parecer por fora, por dentro elas estão lotadas de poeira. E ainda em tempo, o post sobre limpeza e manutenção virá futuramente, mas antes disso pelo Judgment de Arceus, NÃO LAVEM PELÚCIAS NA LAVADORA DE ROUPAS!! Pelúcia lavada em casa e com água, é aquela que criança brinca e dorme com ela! Pelúcia de coleção se lava em lavanderia especializada! Geralmente eu faço o ciclo de duas ou três lavagens ao ano porque eu não tenho expositor, elas ficam na minha cama. Mas se você tiver expositor, uma vez ao ano tá ótimo! Mas como você não vai ter uma pelúcia só, você vai ter que fazer cronograma de lavanderia também!

Outros itens de manutenção também serão necessários - Manutenção nem sempre é "conserto", mas às vezes é. Neste caso poderemos mencionar que você queira comprar panos de limpeza ou espanadores exclusivos para suas peças (o que é fútil, mas pode ser uma futilidade bem-vinda), tinta para consertar aquele bootleg de máquina com a forma perfeitinha, mas com a pintura ruim, outros itens de customização como biscuit, cola, tecido, fitas de cetim/veludo, etc, entre outros. geralmente tudo isso aqui é baratinho!

Vale lembrar também que:
Imprevistos acontecem! - Imprevistos na sua vida pessoal, imprevistos em suas finanças, imprevistos de toys "must have" (aquele item que será essencial em sua coleção e pode deixar de ter por nada desse mundo) sendo anunciados quando o dinheiro tá curto e o prazo pra iniciar a pré-venda está muito próximo, entre outros. Por isso, por mais que isso resulte em sacrificar algumas aquisições, poupe dinheiro! Sua poupança vai te salvar a vida nesses casos! Sei que é quase impossível, mas melhor poupar e usar em uma emergência do que fazer uma dívida nessa mesma.

E é só o que me lembro sobre planejamento por enquanto. Suas dicas, dúvidas, ou até mesmo algo que queiram acrescentar, sintam-se a vontade para comentar ou nos enviar um e-mail! O próximo capítulo do diário será sobre compras online e Correios. Até a próxima, pessoal!
Title: Diário de Colecionadora - Capítulo 2: Planejamento, segurança e a coleção dos seus sonhos
Rating: 10 out of 10 based on 24 ratings. 5 user reviews.
Writed by ALly DizZzy -Aline Lly